eletronica

MIDI through splitter box

Rui
To na pilha de uns synths ultimamente. E fiquei na pilha de usar um sequencer, que tem só uma saida MIDI TRS pra controlar cinco korg volcas que só têm uma entrada DIN-5 cada, e não têm midi-through ou out. A solução é uma parada que o pessoal chama de MIDI through box, ou midi splitter, que divide o mesmo sinal de uma entrada pra N saídas. Não achei nenhum pra vender por aqui, e importar ( tem vários no Aliexpress ) ta o olho da cara com o bolsodolar.

Pedaleira true-bypass de pedaizinhos chineses

Rui
Ha algum tempo atrás, quando o real ainda valia alguma coisa no mundo, eu comprei naqueles sites chineses alguns pedais, daqueles pequenos, na ideia de montar um set bem compacto, e perder a preguiça de levar pedal praquelas jams de ultima hora na casa dos chegado. RAT, TubeScreamer, OCD, e FuzzFace Eram esses quatro ai da foto, mais um “blue delay” ( um delay analógico ) e um afinador dessa marca “Tom’s line” ai.

Um gabinete para o AX84 P1

Rui
Em um amplificador valvulado como o P1, as válvulas, que são frágeis como lâmpadas, ficam muito expostas. E eu pretendo usar ele em ambientes cheios de gente bêbada pulando ao som do rock n` roll. Então, hora de fazer um gabinete com o que sobrou da madeira da caixa 2x12. O gabinete é muito simples, feito com um painel de pinus de 12mm de espessura, colado e parafusado, nas medidas para caber minha forma de bolo elétrica parafusada no fundo.

Gabinete 2x12 para guitarra - Fim da montagem

Rui
Ao final deste post, a caixa ja estava quase toda montada, faltando só as ligações elétricas e prender o fundo e a frente ( moldura com tecido ). Seguindo então: Circuito da caixa Esse ai é o circuitinho que esbocei pra caixa. Usando três jacks e duas chaves DPDT ( 2 polos, 2 posições ), eu consigo usar os falantes ligados em série e em paralelo, conseguindo uma impedância resultante de 16 e 4 ohms respectivamente, e também consigo usar os falantes, que têm impedância de 8 ohms, individualmente.

AX84 - Links

Rui
Pra quem se interessar mais a respeito do projeto do amp valvulado, no site da comunidade AX84.com tem muito mais informação sobre este e outros projetos, como o Hi-Octane, famoso no brasil pela tradução e adaptação por parte da comunidade do Forum Handmades. AX84 P1 v101004 Mas segue, pra referência, as especificações que eu usei, nas versões que usei: Schematic, board template and chassis template for the 10.10.04 version of the AX84 P1

Fim da montagem do AX84 P1

Rui
Depois da parte 2 do P1 e gabinete, ja passou muito tempo, e na verdade tudo ficou pronto, o que faltava era só documentar aqui. Então vamos la… No final do post o amp estava praticamente pronto, faltando apenas instalar o potenciometro de bias ( para quem quiser entender melhor, recomendo a leitura do documento AX84 P1 Theory ). Ele foi instalado dentro do gabinete pois o ajuste só é necessário em trocas da válvula de power, e uma configuração inadequada de bias, proposital ou não, pode danificar a valvula.

Retificador e regulador de voltagem para moto ( DIY )

Rui
Regulador / Retificador de voltagem Brincando com elétrica/eletrônica ultimamente, por conta do amplificador que ja montei ( AX84.com - P1 ), to começando a entender um pouco. Ai hoje tive a curiosidade de pesquisar por “diy motorcycle voltage regulator” e encontrei uns circuitos. ( Pra quem não sabe, DIY é Do It Yourself ). O funcionamento do treco é até simples. A parte de retificação, que é só transformar corrente alternada em contínua, é a mais tranquila, e inclusive o amplificador q montei tem um retificador.

AX84 P1 e gabinete 2×12 para guitarra - parte 2

Rui
Ha muito tempo eu não passava um um feriado prolongado desses em casa. Os projetos andaram bastante, e a caixa esta praticamente pronta. Depois do ultimo post, passei na caixa uma demão de seladora, diluida em Thinner conforme as instruções no rótulo, e comecei a aplicar o verniz, com 12 horas de intervalo entre cada uma das três demãos. Secando entre demãos de verniz. Acho que essa ai era a ultima.

TBI !

Rui
E la se vão 3 meses desde a ultima postagem. Nesse meio tempo li uns livros, vi uns filmes, e conheci de moto ( e barco ) mais uns 9000km desse Brasil, e até uma pontinha da Guiana Francesa. Mas essa parte ai deixa baixo porque foi na mocada :-) Uns amigos mineiros que conhecemos em Oiapoque e que também foram brincar de imigrantes ilegais passaram uma bela manhã em uma delegacia da “police aux frontières”, antes de ganhar uma passagem de volta.

Projeto do TBI

Rui
Enquanto espero meu amigo M. C. Betim concluir a construção do TBI, vou postando aqui mais informações que podem ser uteis para quem pretende investir em um projeto semelhante. Tai o projeto do TBI, ou corpo de borboleta. O desenho fiz utilizando o QCAD, um ótimo programa livre pra desenho técnico em 2D. O desenho é baseado claro no carburador da Ténéré, mantendo algumas medidas para reaproveitar os coletores de admissão, e uma das mangueiras de ar.